O que é dieta enteral?

Dieta enteral é uma maneira de proporcionar ao seu organismo a nutrição que ele necessita. Trata-se de uma forma líquida de nutrição que é administrada por meio de um tubo flexível (sonda). Os nutrientes são similares aos que você obteria pelo consumo de alimentos, e também são digeridos da mesma maneira. Ela contém tudo que você necessita diariamente, incluindo carboidratos, proteínas, gordura, vitaminas, minerais e água.

TIPOS DE DIETAS ENTERAIS

Cada criança apresenta necessidades nutricionais diferentes. Os tipos de alimentos recomendados devem ser adaptados às suas necessidades e dependerão de seu peso, altura, nível de atividade e condição médica. Há uma ampla variedade de produtos que atende a todas situações, inclusive:

  • Maior ou menor quantidade de energia / calorias
  • Com ou sem fibras
  • Alta dose de proteínas
  • Ofertas especiais de determinados nutrientes

No hospital, o profissional de saúde (médico ou nutricionista) discutirá com você o melhor tipo de alimento para as condições de seu filho, assegurando que ele receba o melhor cuidado.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE DIETA INDUSTRIALIZADA E DIETA CASEIRA?

A dieta industrializada é feita especialmente para ser utilizada por sondas e contém, de forma balanceada, todos os nutrientes que o paciente necessita. Ela é líquida, homogênea, pronta para uso e deve ser colocada em frascos plásticos para a administração.

A dieta caseira é feita com alimentos convencionais (hortaliças, carnes, frutas), liquidificados e peneirados na tentativa de deixar a dieta mais líquida e sem grumos. Como não é possível garantir a composição dos ingredientes utilizados nesta dieta caseira, também não será possível garantir a presença de todos os nutrientes necessários ao paciente (vitaminas, minerais, proteínas, etc.). Pode ficar muito viscosa, entupindo a sonda do paciente, além de aumentar o risco de contaminação, levando a maior risco de infecção e piora do quadro clinico.

TIPOS DE SONDA (tubo flexível para administração da dieta)

Sua dieta pode ser administrada utilizando um dos seguintes tipos de sonda:

  • Sonda nasogástrica
  • Sonda nasojejunal
  • Sonda de gastrostomia, por exemplo, gastrostomia endoscópica percutânea (PEG), que é colocada na posição por um médico endoscopista, e gastrostomia radiologicamente inserida (RIG), cujo posicionamento fica a cargo de um médico radiologista.
  • Sonda de jejunostomia, por exemplo, jejunostomia cirúrgica (JEJ), executada por um cirurgião, e gastrostomia endoscópica percutânea com extensão jejunal (PEG-J), (inserida por médico endoscopista).

O quadro abaixo explica as características destes modelos distintos.

Modalidade Onde a sonda é inserida? Quando é utilizada?
Sonda nasogástrica (NG) Pelo nariz, descendo até o estômago. Dieta enteral por menos de seis semanas
Sonda nasojejunal (NJ) Pelo nariz, descendo até o intestino (jejuno) Quando a dieta no estômago não é tolerada
Sonda de gastrostomia Diretamente no estômago, por meio de pequeno orifício no abdômen Para uso a longo prazo (mais de seis semanas)
Sonda de jejunostomia Diretamente no intestino, por meio de pequeno orifício no abdômen. Para uso a longo prazo (mais de seis semanas)

Sondas de gastrostomia e jejunostomia são menos visíveis que as sondas NG ou NJ (permanecem debaixo da roupa), mas exigem um procedimento para colocação, e podem ocorrer infecções no local. Os cuidados de limpeza e administração são simples, mas devem seguir padrões que serão demonstrados.

Sondas NG ou NJ, ao contrário, não exigem cirurgia para colocação, porém são visíveis no rosto. A inserção e manutenção podem causar pequeno desconforto.

O QUE É EQUIPO? QUAL A SUA FUNÇÃO?

O equipo é um tubo de material fl exível que conecta o frasco com a dieta à sonda do paciente. Com o equipo podemos controlar o fl uxo da dieta, ou seja, a velocidade com que o paciente vai receber a dieta. Para isso, existe uma pequena “pinça” no equipo (pinça de rolete), que pode ser aberta ou fechada para o controle do gotejamento da dieta.

E O QUE É SUPORTE? É REALMENTE NECESSÁRIO?

O suporte é necessário para manter o frasco de dieta suspenso acima da cabeça do paciente e facilitar o gotejamento da dieta. Existem suportes próprios para este fim, ou pode ser colocado um gancho preso à parede ou a um móvel.

O importante é deixar o frasco de dieta bem firme e posicionado acima da cabeça do paciente. O frasco de dieta deverá ficar aproximadamente 80 cm acima da altura do ombro do paciente.



BOTÃO DE GASTROSTOMIA

Em algum momento, o profissional de saúde pode decidir substituir a sonda gástrica do seu filho por um botão de gastrostomia de baixo perfil. O pequeno ‘botão’ funciona como uma porta que conduz até o estômago, um tubo muito menor instalado próximo à pele.

Um botão é colocado da mesma maneira que uma sonda de gastrostomia, e ambos são mantidos no lugar por um balãozinho interno com água. Esta opção é geralmente mais prática em crianças.

Por favor confirme:
Que você é um profissional de saúde e está seguindo
a orientação apropriada em seu país.

O conteúdo desta área é destinado apenas para profissionais de saúde.
Sim, eu sou um
profissional de saúde
Não, não sou um profissional
de saúde (sair desta área)
fechar
Você é:
Profissional de Saúde
Sou nutricionista
Sou médico
Sou enfermeira
Sou cuidador
Paciente
Por qual motivo você buscou esta página:
Atualização de conteúdo
Para entender o que é o uso de Nutrição Enteral
Para aprender utilizar a dieta por sonda
Para tirar dúvidas com relação à administração da dieta
Outros
* Todos os campos são obrigatórios
OBRIGADO PELA RESPOSTA.

As informações foram enviadas com sucesso.