Administração e cronogramas

Há três maneiras pelas quais a dieta enteral pode ser fornecida e cada paciente deve ter a essa oferta individualizada:

  • Introdução contínua: A dieta (ex.: 1000 ml) é administrada lentamente durante um período. Isso pode ser feito utilizando-se uma bomba que controla a velocidade do gotejamento. Pode também ser feito por gotejamento simples (gravidade). A alimentação gravitacional logicamente não proporciona um controle tão preciso do gotejamento. Esta modalidade pode ocorrer durante o dia, durante a noite, ou nas 24 horas.
  • Dieta por bolo: Recorre-se a porções menores (ex.: 200 ml), uma dose de cada vez, diversas vezes ao dia, mediante bomba ou seringa.
  • Combinação das duas: uma combinação dessas rotinas pode ser escolhida com base na preferência do paciente, cuidador, ou profissional de saúde. Sempre discuta com seu nutricionista/médico antes de alterar a rotina de alimentação. Eles podem ajudá-lo a definir a opção mais favorável.

O ROTEIRO DE DIETA ENTERAL

Enquanto estiver no hospital, fale com seu nutricionista para criar um roteiro de dieta enteral. Este incluirá:

  • Nome da dieta
  • Tamanho da embalagem
  • Quantidade de alimento que você deverá receber por dia, e a rotina da dieta enteral
  • Quantidade de água esterilizada, ou fervida e resfriada, que você deverá receber em um dia
  • Velocidade do gotejamento na bomba
  • Dose ou volume na bomba
  • Quantidade de água que você necessitará para sua hidratação, e para a lavagem das sondas após cada infusão da dieta.

Sonda de Alimentação:

Você terá uma das seguintes sondas de alimentação:

  • Nasogástrica: Frequentemente referida como sonda NE. Um tubo plástico estreito, que é inserido geralmente através do nariz e desce até seu estômago.
  • Gastrostomia Endoscópica Percutânea: Frequentemente referida como PEG. Um tubo de silicone/poliuretano que é inserido diretamente em seu estômago, fixando-se através de orifício abdominal.
  • Jejunostomia: Um tubo de silicone/poliuretano que é inserido diretamente em seu intestino delgado, fixando-se através de orifício abdominal.
  • Botão: Um tubo substituto de alimentação, que deve ser utilizado com um equipo (tubo de gotejamento) de extensão.
  • Sonda naso-Jejunal: Um tubo de alimentação que é inserido através do nariz, até o intestino.
  • Gastrostomia Inserida Radiologicamente: Utilizando Raios-X e equipamento endoscópico, esse tubo é inserido até o estômago.
Por favor confirme:
Que você é um profissional de saúde e está seguindo
a orientação apropriada em seu país.

O conteúdo desta área é destinado apenas para profissionais de saúde.
Sim, eu sou um
profissional de saúde
Não, não sou um profissional
de saúde (sair desta área)
fechar
Você é:
Profissional de Saúde
Sou nutricionista
Sou médico
Sou enfermeira
Sou cuidador
Paciente
Por qual motivo você buscou esta página:
Atualização de conteúdo
Para entender o que é o uso de Nutrição Enteral
Para aprender utilizar a dieta por sonda
Para tirar dúvidas com relação à administração da dieta
Outros
* Todos os campos são obrigatórios
OBRIGADO PELA RESPOSTA.

As informações foram enviadas com sucesso.